Bem Vindo a WA Rural

contato@warural.com.br

(14) 99759-4149

Topo

Doenças em bovinos: Clostridiose, melhor prevenir que remediar

foto: www.sistemafaep.org.br

Doenças em bovinos: Clostridiose, melhor prevenir que remediar

Com prejuízos em torno de 1,1 bilhões de reais a clostridiose é uma das enfermidades que mais causam prejuízos na pecuária brasileira, as perdas anuais chegam a mais de 400 mil animais. Impossíveis de serem erradicadas o produtor deve fazer a prevenção através de vacinas. Anualmente no Brasil são comercializados cerca de 150 milhões de doses.

A Clostridiose é um processo infeccioso e intoxicante causado por bactérias anaeróbicas esporuladas do gênero Clostridium, que acometem especialmente bovinos, ovinos e caprinos.

A primeira etapa é o reconhecimento de qual ou quais tipos de clostridioses ocorrem na propriedade, nesta etapa pode ser imprescindível a participação de um médico veterinário, incluindo eventualmente a colheita e remessa de material para um diagnóstico preciso em laboratórios especializados.

As Clostridioses mais comuns em bovinos no Brasil são a Manqueira ou Carbúnculo Sintomático, o Botulismo, as Gangrenas gasosas e o Tétano. Em condições muito especiais a Enterotoxemia pode acometer animais jovens.

No mercado existem diversos tipos de vacinas, desde as específicas, como por exemplo, contra o Botulismo, Tétano e a Manqueira, ou ainda as polivalentes contra diversas clostridioses. O preço não deve ser o único critério, devem-se buscar vacinas com eficácia comprovada no campo. Além da vacinação devem ser tomadas outras medidas como a eliminação de cadáveres, suplementação mineral correta, cuidados com ferimentos e também evitar mudanças bruscas na alimentação dos animais.

WA RURAL